O que fazer quando o gestor, na verdade, é um chefe


01/09/2017
Por Cia de Experts

Nada justifica o grito e desrespeito, mas, infelizmente, ainda vemos este comportamento presente em alguns profissionais. Uma pena!
Para “neutralizar” esse tipo de atitude ou, pelo menos, amenizá-la vou dar quatro dicas importantes. Vamos lá?

1) Não leve para o lado pessoal e nem se sinta culpado pela forma agressiva com que você é tratado. 

2) Peça uma conversa de feedback e, após ouvir atentamente suas colocações, sinta se pode falar francamente o que tem percebido, diga de forma clara, porém, cuidadosa como se sente e o que o incomoda.

3) Caso não tenha liberdade para falar com seu gestor(a) ou não sinta segurança para isso, procure o profissional de recursos humanos que atende sua área. Esses profissionais são treinados para lidar com esse tipo de situação e, com certeza poderão orientá-lo, além de tomarem as providências necessárias de acordo com as políticas da organização.

4) Lembre-se: nunca bata de frente com o superior na mesma moeda. Se a pessoa tem uma postura estressante e, muitas vezes, passa do limite aceitável, cuidado para não retrucar da mesma forma para não alimentar essa dinâmica e perder sua razão.

Por Martha Magalhães
Consultora de Carreira