Você ainda acredita em almas gêmeas?


12/06/2018
Por Inoven

Não, você não está no site errado. É isso mesmo. Carreira e casamento têm muito mais a ver do que você imagina. Há algumas semanas atrás viralizou nas redes sociais um texto do Marcos Piangers questionando a existência das tais almas gêmeas e da ideia de que há no mundo alguém esperando para te completar e ser feliz todos os dias ao seu lado. Essa pessoa não existe. Nem esse emprego. Desconheço profissional que não tem dúvida sobre as suas escolhas de carreira, segunda-feira com vontade de largar tudo e que, de vez em quando, acredita que está desperdiçando seu tempo permanecendo ali, naquele lugar, com aquela equipe. Sim, esse sentimento existe mesmo nas carreiras mais incríveis, apaixonadas e cheias de propósito. Converse com alguém que você admira. Pode perguntar se tudo são só flores, se não dá vontade de chutar o balde e viajar pelo mundo.   
 
Essa ideia de que o emprego certo está esperando por você, basta descobrir aonde, pode ser angustiante. É um looping sem fim. Não existe carreira ideal, certeza todos os dias e emprego sem momentos entediantes. Assim como não existe par ideal, sim todos os dias e relacionamento sem diálogo e vontade de aprender juntos. O que não dá é para que o emprego (e o relacionamento) sejam mais subtração do que soma. Ou seja, se no final do mês você tem mais dias ruins, cheios de dúvida, com a sensação de que aquilo não exige o seu melhor ou até mesmo se sentindo desrespeitado, você tem muitos motivos para rever as suas escolhas e recalcular esse trajeto. Pode ser com uma mudança de emprego, com um processo de coaching, numa terapia, na meditação, mas olha para esse incômodo e faz alguma coisa por você. Não espere da empresa todas as mudanças tão sonhadas para a sua carreira.
 
Agora, se o dia foi ruim. Você errou. Alguém não atendeu às suas expectativas. Respira fundo. Não é só com você que isso acontece. Tenta lembrar o que te levou até ali, quais foram os motivos para a sua escolha profissional. A gente muda mesmo de ideia, temos muitos interesses e a grama do outro sempre parece mais verde. Por isso, as carreiras são feitas de ciclos, a gente muda, os nossos propósitos também. É preciso realinhar o tempo todo. Sempre em beta, sempre recomeçando. E isso não significa ter que mudar de emprego ou parceiro. Dá para fazer isso juntos? Naquele velho lugar de todos os dias? Será que a empresa também não está vivendo mudanças bem parecidas com a sua e quer mesmo alguém que tenha coragem de assumir novos desafios? Pode soar romântico demais, mas isso é mais comum do que a gente imagina. A pessoa troca de emprego e continua infeliz. A pessoa troca de parceiro e ainda não é isso. Pode ser você, pode ser a vida mesmo que é cheia de altos e baixos. Será que a sua alma gêmea não está aí do seu lado insistindo, se esforçando, aprendendo e se conhecendo melhor nessas relações imperfeitas, mas tão cheias de possibilidades?

Renata Magliocca, meio paulista, meio mineira, psicóloga e escritora. Apaixonada pela complexidade que é ser você mesmo. Tem mania de dar ouvidos à sua menina, que aprendeu a escrever antes mesmo de falar e, ainda hoje, pede para brincar com as palavras. Sempre vejo, na vida, histórias e as minhas preferidas são as reais e possíveis.