Futuro do trabalho: conheça as expectativas de profissionais e organizações


22/01/2018
Por Nextview

É o tempo da travessia e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre,
à margem de nós mesmos. 
(Fernando Pessoa)
 
Já faz algum tempo que estamos estudando o futuro do trabalho e acompanhando as expectativas dos profissionais e das organizações quanto às mudanças necessárias, para que os negócios permaneçam perenes e que possibilitem que as pessoas tenham uma vida significativa. As empresas e os profissionais estão com novas demandas mais complexas e muito mais exigentes. 
 
O mundo do trabalho precisa de profissionais engajados, comprometidos, que tenham um desempenho diferenciado. Estas características não podem ser compradas, precisam ser cultivadas e só florescem em ambientes marcados pela cultura transparente e capazes de integrar as necessidades dos negócios com as necessidades das pessoas.
 
Na Carreira dos Sonhos de 2017, perguntamos para os profissionais sobre seu trabalho atual e uma porcentagem pequena disse que sua atuação estava alinhada com seus objetivos de carreira e que pretendiam continuar na empresa. 


Fonte: Carreira dos Sonhos 2017

Quando consideramos apenas as respostas dos profissionais que disseram estar satisfeitos e muito satisfeitos com o trabalho atual temos uma mudança na avaliação, porque imaginávamos uma porcentagem muito maior de profissionais com o desejo de permanecer na empresa, uma vez que estão tendo suas expectativas atendidas.

 

A satisfação com o trabalho é importante, mas as pessoas querem mais!
 
Elas passam a maior parte de suas vidas no trabalho. Elas não querem sobreviver, querem prosperar em ambientes saudáveis. Querem ser tratadas com respeito e contribuir com suas habilidades. Elas querem trazer todos os seus “Eus” para trabalhar todos os dias e desenvolver relacionamentos significativos com outras pessoas.
 
As empresas querem e precisam de profissionais talentosos e engajados, então, temos que olhar com mais cuidado para as expectativas dos colaboradores e criar ambientes que atendam a estas necessidades.
 
O reconhecimento das necessidade das pessoas como estratégia de negócio faz parte do novo modelo de liderança empresarial das organizações que querem permanecer relevantes no futuro. Não é uma tarefa fácil e nem mesmo é uma questão de escolha, é uma exigência deste novo mundo do trabalho!
 
Por Danilca Galdini
Diretora da NextView People